Projeto Guri recebe inscrições para as vagas remanescentes até o dia 4 de abril

Processo segue online para polos do interior e litoral

Inscrição de interesse para novos alunos e alunas do Projeto Guri segue até o dia 4 de abril, de maneira online, para os polos de ensino que ainda dispõem de vagas no interior e litoral de São Paulo. São cursos gratuitos de música para crianças, adolescentes e jovens de 6 a 18 anos incompletos (o sistema carregará os polos com cursos disponíveis para a idade informada, respeitando a faixa etária de ingresso em cada curso*).

Para ingressar no Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – basta ter entre 6 e 18 anos incompletos (até 21 anos nos cursos de luteria, nos Grupos de Referência e nos polos da Fundação CASA) e estar regularmente matriculado na escola. Não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumentos ou realizar testes seletivos. Alunos e alunas têm acesso às aulas e atividades por meio da plataforma de ensino a distância, enquanto aguardam o retorno presencial, que será realizado de forma gradativa, seguindo todos os protocolos de segurança.

Para fazer a inscrição, o responsável deve acessar o link http://www.projetoguri.org.br/matricula2021/ e preencher as seguintes informações:

_ Identidade do aluno ou da aluna (nome completo, data de nascimento e número do RG ou certidão de nascimento);
_ Endereço;
_ Informar se pertence ao grupo de risco da Covid-19 (colocar sim ou não);
_ Informar se o aluno ou aluna possui deficiência auditiva (colocar sim ou não);
_ Telefone para contato, com DDD (opcional);
_ E-mail (opcional);
_ Escola em que estuda;
_ Identidade do responsável (nome completo, número do RG, telefone e e-mail);
_ Informar o polo de interesse;
_ Informar o curso de interesse (1ª e 2ª opção);
_ Ler (a assinalar ciência) nos avisos de autorização do uso de imagem e Lei Geral de Proteção de Dados.

*Tabela com a faixa etária mínima para ingresso em cada curso:

CURSOS E FAIXA ETÁRIA MÍNIMA PARA INGRESSO

  • ACORDEON – 9 ANOS
  • BAIXO ELÉTRICO – 10 ANOS
  • BANDOLIM – 8 ANOS
  • BATERIA – 10 ANOS
  • CAVACO – 8 ANOS
  • CLARINETE – 9 ANOS
  • CONTRABAIXO – 12 ANOS
  • CORAL INFANTIL – MÍNIMO: 6 ANOS, MÁXIMO: 8 ANOS
  • CORAL JUVENIL – 9 ANOS
  • OBOÉ – 10 ANOS
  • EUFONO – 10 ANOS
  • FLAUTA TRANSVERSAL – 9 ANOS
  • GUITARRA ELÉTRICA – 10 ANOS
  • INICIAÇÃO MUSICAL – MÍNIMO: 6 ANOS, MÁXIMO: 8 ANOS
  • LUTERIA – 14 ANOS
  • OFICINA DE MUSICALIZAÇÃO – 8 ANOS
  • PERCUSSÃO – 8 ANOS
  • SAXOFONE – 9 ANOS
  • TECLADO/PIANO – 8 ANOS
  • TECNOLOGIA MUSICAL – 8 ANOS
  • TROMBONE – 10 ANOS
  • TROMPA – 10 ANOS
  • TROMPETE – 10 ANOS
  • TUBA – 13 ANOS
  • VIOLA – 10 ANOS
  • VIOLA CAIPIRA – 8 ANOS
  • VIOLÃO – 8 ANOS
  • VIOLINO – 10 ANOS
  • VIOLONCELO – 10 ANOS

As faixas etárias acima indicam as idades apropriadas para o início em cada curso considerando razões de caráter pedagógico e de estrutura física, relacionadas ao desenvolvimento cognitivo, de maturidade muscular, tonicidade, coordenação motora fina etc.

O formulário é bem simples e poderá ser preenchido a partir de qualquer plataforma (celular IOS, celular Android, tablet, computador, etc). Após o preenchimento, clicar em ‘enviar’ para que seja gerado o número de protocolo referente ao processo.

Posteriormente, a coordenação do polo escolhido entrará em contato com o responsável, confirmará a matrícula no curso indicado (caso haja vaga no mesmo) e fornecerá instruções para o envio dos documentos (RG, comprovante de matrícula/escolaridade e comprovante de endereço). Nesta etapa, o responsável receberá também um link com o questionário social que deve ser preenchido e enviado. As informações descritas no questionário são fundamentas para que nossas equipes conheçam as demandas dos matriculados e, com isso, tracem planos estratégicos de acordo com o perfil de cada turma e/ou aluno e aluna.

A matrícula só será oficializada no polo e curso escolhido após contato da coordenação e envio dos documentos do aluno/aluna. Os endereços dos polos estão no site www.projetoguri.org.br

Retorno presencial

O retorno presencial deverá ocorrer de maneira progressiva, atendendo à deliberação do Plano de Retomada Consciente do Governo do Estado de São Paulo e a autorização prévia de cada uma das cidades. As famílias receberão as informações necessárias com antecedência, cientes de que todas as medidas de segurança estão sendo tomadas, visando a saúde e o bem-estar dos Guris, familiares, empregados, empregadas e comunidade.

Sobre o Projeto Guri

mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos no curso de luteria, nos Grupos de Referência e nos polos da Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Sustenidos, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 850 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Sustenidos

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pelos programas Projeto Guri, Som na Estrada, Musicou e MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange); pelos festivais Ethno Brazil e Imagine Brazil; e pelo Conservatório Dramático e Musical de Tatuí. No Projeto Guri desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do Estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *