Festival Brasileiro de Cinema Cômico

Primeiro Festival Brasileiro de Cinema Cômico: Seis dias de programação intensa e gratuita com os melhores curtas de comédia nacional. Produções de 11 estados trazem atrações também para a criançada. Todos os filmes entram em cartaz em 6 de abril e serão exibidos até o dia 11, no Youtube.

O Festival Brasileiro de Cinema Cômico é o primeiro na história do país a premiar os melhores curtas-metragens e artistas de humor, gênero ainda pouco reconhecido pelos críticos e mostras. A ideia do evento é valorizar a diversidade e a qualidade da comédia feita no Brasil. A edição será feita inteiramente online, pelo Youtube, de 6 e 11 de abril (terça a domingo), reunindo 32 curtas-metragens, com sessões também para o público infanto-juvenil. O projeto é uma realização da Ritornelo Produções, com o patrocínio do Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc.

A programação do Primeiro Festival Brasileiro de Cinema Cômico prevê quatro mostras. A Mostra Xófem, infanto-juvenil, terá duas sessões: “Iti Malia” e “Como me sinto quando”, sendo a maioria dos curtas com classificação etária livre. Na Mostra Competitiva, os filmes serão avaliados por um júri especializado e concorrerão ao Troféu Abacaxi, confeccionado exclusivamente para o evento. A Mostra Fluminense trará curtas realizados no estado do Rio de Janeiro. Já a Mostra Homenagem fará uma retrospectiva da obra da cineasta carioca Betse de Paula.

MOSTRA XÓFEM

Sessão “Iti Malia”:

Turismo_selvagem, dir. Coletiva (PE, 2018, 4 min | Livre)
Numa pacata manhã de domingo, Triunfo (PE) acordou com um susto. Uma onça foi flagrada correndo pelas ruas da cidade. O assunto logo viralizou nas redes sociais.

Ideia idiota, dir. Luiza Vienel (SC, 2020, 1 min | Livre).
Arthur e amendoim se sentam para um café.

A Incrível Aventura das Sonhadoras Crianças contra Lixeira Furada e Capitão Sujeira, dir. Beatriz Ohana (RJ, 2019, 15 min | Livre).
Quando o lixo só cresce e os adultos não dão conta do problema, João Pedro, Sophia e as crianças do QG dos Sonhadores entram em ação para derrotar os inimigos do bairro: O atrapalhado Lixeira Furada e seu comparsa, Capitão Sujeira. Uma aventura repleta de imaginação e fantasia, que apresenta o olhar de crianças sobre o lugar em que vivem.

Sessão “Como me sinto quando”:

Ketchup na Massa #1, dir. Filipe Rossato (SP, 2021, 2 min | Livre).
Ao entrar num carro para andar pela cidade, Cliente Especial recebe um presente bônus do aplicativo de transporte e não sabe o que fazer com isso. Juliana do Ketchup e Mercedes do Furdunço tentam convencê-lo a tomar uma decisão.

Lactovacilo, dir. Eliabe Barbosa de Jesus (BA, 2019, 5 min | Livre).
Um jovem com intolerância a lactose esquece de suas cápsulas e corre contra o tempo a fim de aliviar a sua situação.

O Homem Que Virou Meme, dir. João Rabello (SP, 2020, 11 min | 12 anos). Julio, o dono de um sebo de livros alérgico à tecnologia, acorda transformado em um meme de internet. E, para piorar, viraliza nas redes.

LINKS

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/festcomico/
YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=5ytYRNZwqbQ
FACEBOOK: https://www.facebook.com/festcomico

SERVIÇO

DATA: 6 a 11 de abril
HORÁRIOS: conforme programação
LOCAL: YouTube
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: conforme programação
Grátis
@festcomico
www.festcomico.com.br

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *